Revista Recre@rte Nº6 Diciembre 2006 ISSN: 1699-1834      http://www.iacat.com/Revista/recrearte06.htm

 

Final del formulario

UMA CIGARRA NA PAISAGEM

Quarta-feira, Novembro 29, 2006

on the road: Vila Nova da Baronia

 

 

    Actuar em Vila Nova da Baronia e partilhar, depois, o almoço no refeitório da Escola Profissional de Alvito - um refeitório em sala de palco.

       
Emoldura o palco padrão a recordar velhas chitas caídas em desuso.

       
E, no palco, atrás das luzes, escondido pelos panos, o gabinete do maître Santos - a quem o Curso de Hotelaria, pérola da Escola, deve o reconhecimento fora de portas.

 

    A miudagem, neste Alentejo tão aparentemente rural, tão aparentemente interior, assemelha-se mais a personagens de Breat Easton Ellis, vagueando pelas Américas do desperdício.


       
Adolescentes de óculos escuros encostam-se aos seus carros com ar de nonchalance - encasulados no tempo, em algum tempo.


    Uma miscelânia humana - de cores e crenças - assinala o invulgar acontecimento: a génese, aqui, nesta Escola, de um caldo de comunidades.


CAMÕES É UM POETA RAP

em digressão
Escola Profissional
de Alvito

posted by gisela cañamero @ 9:59 PM 0 comments  

 

Domingo, Novembro 26, 2006

quase assobio

A imprensa acerca de O ASSOBIO DA COBRA ...


... umaviagem ao fim da noitenum bar decadente povoado por personagens sombrias cujas histórias são complementadas por canções é como se pode descrever o musical «O Assobio da Cobra», que abre hoje a temporada do Teatro São Luiz, em Lisboa.

“Numa altura em que nos espectáculos e performances se valoriza tudo o que sejalight’ e suave, «O Assobio da Cobra» pretende ser uma viagem teatral e musical a um mundo de cores carregadas e sentimentos fortes.

A um universo de autenticidade - com menos máscaras do que feridas abertas”, diz o autor do texto, Nuno Costa Santos.
(...)

«O Assobio da Cobra» balança sempre entre a crueza e a crueldade das relações de fim de noite e a poesia e a humanidade que, aqui e ali, as atravessam”, afirma. Na pele destas personagens estão actores como Diogo Infante, João Reis, Pedro Laginha, Lia Gama, João Cabral e Isabel Abreu, entre outros, dirigidos por Adriano Luz.

O musical tem o mesmo nome do álbum lançado em 2004 por Manuel Paulo, co-fundador da Ala dos Namorados, em parceria com João Monge, que escreveu as letras das canções, e que foi, na altura, apresentado como a banda sonora de um filme por fazer.

Pois. O filme ficou por fazer. Estes (bons) cantores/actores e a excelente proposta plástica não chegam para dar corpo à colagem das canções.

Ou seja, para fazer um musical.

posted by gisela cañamero @ 4:19 PM 0 comments  

 

Sábado, Novembro 25, 2006

em digressão



nós todos três

o musical - do Alentejo para todos os públicos

 

Segue em digressão, após espectáculos no Teatro Pax-Julia (Beja)
e Teatro Avenida (Castelo Branco), a última produção da
arte pública.

 



          A alegria, o optimismo, a amizade, a solidariedade e a crença na resolução de problemas através do olhar de três irmãos que partem à aventura no interior de antigas minas abandonadas.

 

          Mas também seremos confrontados com o alcoolismo - que é um problema de saúde pública, de velhos e novos, nesta região.

 

 

 

          Com texto, canções e encenação de Gi Cañamero, o espectáculo é entregue à interpretação de oito actores-cantores - Paulo Duarte, Fernanda Paulo, Paulo Carrilho, Daniela Madanelo, Lia Cruz, Hugo Pereira, António Guerreiro e Ana Alves - sob a Direcção Musical de Isabel Moreira.

 

          "Não sou pequenina, sou grande", "Teresa", "Um raio de Luar" são canções que são conhecidas de grande parte do público jovem e infantil - que as pode encontrar no cd+livro com as canções do espectáculo.


          A cenografia é assinada por João Calvário. Sonoplastia de Luís Beco, luzes de Ivan Castro, direcção de produção Raul Bule.


       
nós todos três estará nos palcos do Teatro Recreios (Amadora) a 10, 11 e 12 de Dezembro, pelas 15.00h, e no Centro Cultural António Aleixo (VN Stº António) no dia 16, pelas 21.30h.

posted by gisela cañamero @ 1:52 PM 0 comments  

 

Sexta-feira, Novembro 24, 2006

Ortigões

 



ORTIGÕES em

CUBA
adega da lua

sexta 24, 23.00h

ÉVORA
espaçoCELEIROS

 

sábado 25

entrada livre até às 23h27m

 

É um acontecimento.
Um tributo, talvez, a
Chico Baião, o ex-líder da banda - o autor, o músico - prematuramente falecido.

        O Chico lega-nos a sua força e talento em composições como a incrível Serpente de Fogo editada em disco em 2001 - onde podemos ouvir ainda do Telhado, uma composição que é o expoente da vertente folk/alentejano das suas músicas.


        Quem tem a sorte de ter um disco destes pode ouvir mais, muito mais. Como a singularíssima
Agora tentar deixar - que traduz a relação pessoalíssima do autor com um passado de toxicodepêndencia, e que deveria ser um hino de toda a luta contra as adicções.

        Será decerto um novo som, este que iremos ouvir, por parte dos músicos que desejam manter acesa a chama da memória do Chico Baião - homem de convicções e de entrega a um projecto criador.


Para ouvir. Serão ainda
ORTIGÕES?

(ecoa ao longe o Míssil Térmico...)

posted by gisela cañamero @ 4:42 PM 0 comments  

 

Quinta-feira, Novembro 23, 2006

on the road: Seixal

 

é no artifício da luz consentida no escuro que se trabalha, mesmo quando fora é dia claro.

Fórum Municipal
equipa da casa em trabalhos de panejamentos


... o cérebro habitua-se a preferir e a chamar seu este dia nocturno.

Manhita, on the road


... um espaço de quietude, de recolha e de introspecção.


Mas quando se sai fora das paredes protectoras...

pôr-do-sol
visto do Fórum Municipal/Biblioteca do Seixal



... somos por vezes brindados por espectáculos sem preço.


CAMÕES É UM POETA RAP
em digressão IPLB

posted by gisela cañamero @ 6:36 PM 0 comments  

Terça-feira, Novembro 21, 2006

on the road: Aljustrel

em montagem

 

Nesta viagem pelas Bibliotecas da Rede de Leitura Pública do país, o conforto (moral, intelectual) de, mesmo nas tantas vezes esquecidas terras de interior, depararmo-nos com...

 

Camões
gravura s/ identificação

 

... foyer com exposição iconográfica e bibliográfica - desta vez, sobre Camões - por empréstimo de um cidadão anónimo.


... auditório...

... sala do conto em actividade.


E tantas outras acções e espaços, cuidados como pequenos cristais - de que se sabe alimentar-se a construção da cidadania.

CAMÕES É UM POETA RAP
em digressão IPLB

posted by gisela cañamero @ 11:33 PM 0 comments  

Segunda-feira, Novembro 20, 2006

mais mulheres

Paula Mota: díptico

 

Nas escolas, perceberamos a sua esmagadora presença.

São elas também que vejo activas nos serviços educativos das Bibliotecas - e também na programação, na gestão, nos arquivos.

Em França, emerge uma Ségolène.E o caso é de tal maneira raro - mesmo na cidade que ja foi da luz - que irrompem os inevitáveis comentários a "uma mulher na presidência".

Por aqui continuam em falta no poder local, nas estruturas de poder regional, nos partidos, na Assembleia da Républica, na representação do Estado.

De menos na raiz - citando Ana Goês.

E tão de menos, que muitas vezes silenciadas com o oblívio de pequenos gestos que lhes seriam obrigatórios.

Imponente surge esta pintura na sala nua/foyer do Coliseu Micaelense.

 

Ergue-se como talvez memória do sítio, talvez - uma vez que a obra não está acompanhada de qualquer nota contextualizadora. A assinatura permite identificar a autora - nada mais.

E mereceria. Não edifício, por este país fora - dos centros de saúde às bibliotecas, dos auditórios aos teatros - que não ostente a placazinha metálica - ou marmórea - do governante que a inaugurou - e que se sujeitou ao exercício do descerrar da lápide. Tão frequente quão desnecessária, irrisória - e, em certas situações - que nisto o tempo é crudelíssimo - a roçar o ridículo.

Seria muito pedir alguma identificação - mesmo que mínima - da obra e da autora, num canto da parede gigante que ostenta este portento?


díptico de Paula Mota: pormenor

 


díptico de Paula Mota: pormenor

posted by gisela cañamero @ 11:41 AM 0 comments  

About Me

Name:gisela cañamero

Location:Beja, Portugal

numa perspectiva interactiva, de causa e consequência, de pertença a uma rede em permanente construção, a identidade é desenhada pelos olhares dos vários "outros" - cabe a esses espelhos emitirem os vários reflexos.

 

3º ciclo de formación en Creatividad acorde con la C.U.E.

               > Master profesional (abierto a todos)
               > Master Académico (para titulados)
               > Doctorado (para masters)

Julio 2007. Encuentros Creadores. Escuela de verano de la Creatividad.    www.micat.net